UncategorizedEmpresa de RH em SP é processada por discriminação a homossexuais e pessoas acima do peso.

AD Junior4 anos ago244 min

A empresa de terceirização de recursos humanos Ciaterh, atuante na região de Campinas, interior do Estado de São Paulo, está envolvida num escândalo de discriminação. Em um anúncio em seu próprio portal da internet, a empresa coloca como requisitos para uma vaga de garçom ser “heterossexual” e “magro”, deixando clara a discriminação por homossexuais e/ou pessoas com sobrepeso. O grupo Identidade, atuante na luta contra a diversidade sexual em Campinas, move processo contra a empresa.

Imagem via G1

” Não há o que se justifique querer uma pessoa hétero ou homo. A orientação sexual é uma característica da pessoa como gênero. Do ponto de vista constitucional, é proibido qualquer forma de discriminação. Quem faz esse tipo de coisa está no século XIX”,” disse Paulo Mariante, coordenador do Identidade, em entrevista para o portal G1.

A empresa disse ter tido seu site invadido e alegou que a página em questão estaria desatualizada desde 2013 antes do episódio, não tendo publicado mais vagas desde então.

Paulo Mariante, coordenador do grupo Identidade, protocolou dois processos na sexta (29) junto à Comissão Processante Especial da Secretaria de Justiça e de Defesa da Cidadania, com base em uma Lei Estadual que proibe discriminação e estabelece penalidades (10.9/2001), e também à Comissão Especial Processante da Secretaria de Assuntos Jurídicos de Campinas, com base na Lei Municipal sobre o tema (9.809/1998).

Mariante no entanto deixou claro que mais importante que condenar a ação da empresa de RH, é descobrir qual empresa fez a solicitação discriminatória para a Ciaterh, e disse também que não teria problema em pedir a arquivação do processo caso a Ciaterh consiga provar que realmente teve o site hackeado e não possui nenhuma responsabilidade pelo anúncio preconceituoso.

A denúncia teria chegado a Mariante através de um militante LGBT que teria visitado a página e ficado atônito com o anúncio discriminatório.

Fica a nossa torcida para que a empresa, se realmente culpada, pague pelo ato e sirva de exemplo para qualquer outra empresa ou empregador que tenha atitudes discriminatórias contra funcionários LGBTs, com sobrepeso ou por qualquer outra condição. Qualquer discriminação, dentro e fora do ambiente de trabalho, não passará!

AD Junior

Empresário, Jornalista Digital, Palestrante e YouTuber.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No ar desde 2013, o portal começou como um pequeno blog, trás aos seus leitores conteúdos sobre o empoderamento, saúde, educação e ativismo. O primeiro portal LGBT negro do Brasil.  O objetivo é de construir uma ponte para que possamos criar um diálogo sobre a comunidade universo LGBT negro no brasil e no mundo sem estereotipar e cobrir todos prismas possíveis da luta LGBT.

Navegue por assunto

ADS

ListaGay, 2013 - 2019 © Todos os direitos reservados