VariedadesSérie do Netflix expõe o problema de ser negro e gay

AD Junior11 meses ago21223 min

Em um episódio intitulado “Para Gay ou Não tão Gay Assim”, Karamo Brown, um dos cinco apresentadores do programa, ajuda um homem negro a aceitar sua sexualidade em uma transformação emocional.

Brown se senta com um homem chamado AJ, que alega ser o “cara gay mais hétero de Atlanta”, para discutir os problemas específicos que ele enfrenta como um negro gay no armário.

AJ, que nunca teve a chance de falar com seu pai, fala como essas questões o pressionam a manter uma fachada hiper-masculina do homem negro.

“Meu pai sempre agiu de certa forma, e meio que me traduziu”, disse AJ. “Eu sinto que preciso colocar uma fachada mais conservadora.”

“Não posso falar sobre outras comunidades, mas falando especialmente na comunidade negra, nós já andamos pelo mundo como negros”, disse o apresentador.

Karamo então disse que existem “entraves” e desafios contra aqueles que carregam múltiplas identidades marginalizadas. E para os negros, ser gay é assumir outra “identidade” já atacada e criminalizada pela sociedade.

Para os homens negros, esses momentos muitas vezes marcam uma pressão imposta para defender o mito de que a masculinidade e a homossexualidade não podem coexistir, o que impediu que AJ saísse do armário.

Karamo assegurou a AJ que suas identidades são importantes em devem ser respeitadas, resumindo em uma pequena mensagem a todos os homens negros gays estão lutando contra os estigmas e desejam ser felizes.

“Não deixe que o medo te prenda”, ele disse. “Você pode ser tudo o que quiser e isso inclui ser um homem negro forte, bonito e gay .”

 

AD Junior

Empresário, Jornalista Digital, Palestrante e YouTuber.

2 comments

  • @danield_almeida

    11 de fevereiro de 2019 at 07:52

    Na conjuntura da situação do, lugar do negro hj dentro “mundo gay”, ou vc faz a linha machuda p ter possíveis relacionamentos usando a hipersexualixaçao do corpo preto a seu favor, ou, se assuma como é e como quer ser e amargue no limbo da solidão, sendo o gay legal divertido, mas que nunca fica c ninguém….

    Reply

    • Eduardo Plinio

      14 de fevereiro de 2019 at 18:42

      EXATO!

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No ar desde 2013, o portal começou como um pequeno blog, trás aos seus leitores conteúdos sobre o empoderamento, saúde, educação e ativismo. O primeiro portal LGBT negro do Brasil.  O objetivo é de construir uma ponte para que possamos criar um diálogo sobre a comunidade universo LGBT negro no brasil e no mundo sem estereotipar e cobrir todos prismas possíveis da luta LGBT.

Navegue por assunto

ADS

ListaGay, 2013 - 2019 © Todos os direitos reservados