ArtigosSobre ser Gay, Nerd e Negro.

AD Junior8 meses ago9386 min

Gay + Nerd + Negro. Nós existimos, tem gente que acha que é mito, mas eu vou dizer que existimos sim!

O nerd em mim adora ler, estudar e no ensino médio já usava um programinha – feito por mim mesmo – no
excel para lançar minhas notas da escola e saber a projeção de como eu estava para passar de ano. O nerd em mim, adora Startrek, StarWars, filmes de Ficção científica, séries de distopia, usa programas para medir as estrelas e saber especificações de aviões usando apps que apontam qual modelo está voando nos céus.

O Gay em mim é normal como todos os outros gays, atér seria melhor, mas é aí que o nerd atrapalha o gay: O meu nerd não consegue curtir Rihanna, Ru Paul, Beyoncé e qualquer coisa ligada a diva e lacração, mas não é culpa de ninguém mais do que do nerd.

Eu culpo ele, tá…  rs.

Ele é que não pode ouvir uma música clássica e fica tentando ouvir cada instrumento, ouvir vocais e diferenciar os naipes, e como ele não encontra em algumas dessas músicas mais moderninhas, ele fica com preguiça e para de ouvir a provável diva da música de imediato. O meu nerd curte harmonia.

Mas nerd não é engraçado ou chato o tempo todo, ele perde  as coisas, esquecendo outras, e erra nomes simples e acertamos informações que ninguém precisa! O suco derramou… Quem será que fez isso? Eu! Catástrofe na China, gente parece com aquele livro de 1945…

Ah, vou logo avisando: É o nerd em mim que não deixa ir as baladas todas e me jogar, por que, mesmo que eu curta um forró e um samba e adore dançar, o nerd em mim não me deixa ficar acordado até altas horas se não for na frente de um programa novo de computação para aprender alguma coisa, alguma linguagem, alguma coisa nova.

O nerd ajuda minha cabeça a formatar as fofocas em listas na minha cabeça; “Ahhhh Marina Rui… Ahhh José quem? Entendi é pasta ´Not Interested´ … Delete!”

O grande problema é que por eu ser conversado, eu acabo interagindo mais e não tenho vergonha de dizer: “Menina, Por incompetência minha eu não fui no evento. Errei. As vezes eu não tenho filtro pra falar e as pessoas acham que minha honestidade é meio esquisita, mas é a merda do Nerd… rs”

A verdade é que o nerd- gay-e-negro ainda é visto pelos cantos, não somos muito bem aceitos viu? A gente acaba sendo menos engraçado ou mais afiado, para alguns, mas a gente se vira nos 30 nano-segundos.

No meu caso para completar o traje só falta o óculos, que eu tenho certeza que ainda chega, pois a calvice já está ai pra todo mundo ver.

Gente, pelo amor de tudo que vocês acreditam… Eu sou gay negro e nerd. Me deixem ficar com vocês no recreio e não reparem se as vezes saem várias infos da minha cabeça que ninguém me pediu, mas é o nerd… gay negro que ninguém sabia que existia, mas existimos, somos milhares de meninos e meninas pretas que não se encaixam no padrão, mas adoramos ser incluídos nos rolês.

Por mais negros, lgbtqs e nerds! Viva a Diferença!

AD Junior

Empresário, Jornalista Digital, Palestrante e YouTuber.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No ar desde 2013, o portal começou como um pequeno blog, trás aos seus leitores conteúdos sobre o empoderamento, saúde, educação e ativismo. O primeiro portal LGBT negro do Brasil.  O objetivo é de construir uma ponte para que possamos criar um diálogo sobre a comunidade universo LGBT negro no brasil e no mundo sem estereotipar e cobrir todos prismas possíveis da luta LGBT.

Navegue por assunto

ADS

ListaGay, 2013 - 2019 © Todos os direitos reservados